Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Bilionários da Forbes

Carlos Wizard, empresário de sucesso em franchising

Conheça um pouco mais desse empresário de sucesso através da entrevista.

17/03/2015

PortalNetworks

Carlos Wizard, empresário de sucesso em franchising

Carlos Wizard se tornou uma das pessoas mais ricas do país. Está na lista dos bilionários da Forbes Brasil, com uma fortuna estimada em R$1,13 bilhão. A riqueza não veio do berço. Filho mais velho de sete irmãos, ele aprendeu desde cedo a trabalhar.

Networking: Carlos como é a sua ligação com a religião?
Quando eu tinha 12 anos, meus pais buscavam respostas para as perguntas da alma: Qual é a origem da humanidade? Qual é o propósito da vida? Como conciliar a vida familiar e profissional? Como manter a família unida? Naquele momento de reflexão, com sete filhos pequenos para criar, eles conheceram a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, cujos ensinamentos cristãos lhes indicaram um caminho seguro rumo à realização pessoal, temporal e espiritual. Atualmente considero que tudo que conquistei, de certa forma, foi graças à influência do evangelho de Jesus Cristo que meu deu uma direção, proteção e amparo em momentos de desafios e de realizações.
Como foi ser Presidente da missão João Pessoa? Quais foram os maiores desafios e a maior gratificação?
Em 2001 eu me ausentei dos negócios em São Paulo e por três anos tive o privilégio de servir como presidente de missão para a igreja Mórmon. Acompanhado da esposa e meus filhos, essa foi uma das experiências mais sagradas de minha vida. O desafio maior foi assumir o papel de “pais” de aproximadamente 500 missionários, jovens com idade de 19 a 21 anos, que deixaram sua família, estudos, interesses pessoais para dedicar-se a levar uma mensagem cristã de amor e esperança para pessoas em busca de um equilíbrio espiritual. Por outro lado a maior recompensa foi ver a transformação na vida desses jovens que muitas vezes chegaram a missão preocupados, receosos, tímidos, e voltaram para casa como gigantes espirituais.
Conhecer, vivenciar outra nação trouxe que experiência para sua vida?
Eu já visitei mais de 40 países e cada um possui uma riqueza de cultura, costumes e tradições. Além de morar por dois anos em Portugal como missionário, morei por 06 anos nos EUA em três momentos distintos. Primeiro como adolescente, quando cheguei à Nova Iorque com apenas 100 dólares no bolso e fui trabalhar como garçom. Voltei mais tarde casado com a Vânia e acompanhado dos filhos gêmeos Charles e Lincoln para cursar a Brigham Young University em Utah. Naquela época enquanto me preparava academicamente fui convidado para lecionar português num dos maiores centros de ensino de idiomas do mundo, o MTC, sigla em inglês para Missionary Training Center. Passei a conviver com milhares de jovens que, em apenas oito semanas de aulas, conseguiam expressar-se livremente em um segundo idioma. Logo percebi que um adulto não precisa de “meses ou anos” para aprender outra língua, mas sim algumas semanas de curso intensivo. Após a formatura trabalhei por um ano em Ohio, na sede da Champion International. Assim, todas essas experiências tiveram grande impacto em minha formação acadêmica e profissional.
Quando se viu empreendedor?
Após retornar ao Brasil, meu objetivo era fazer carreira como executivo. Eu trabalhava em uma multinacional de papel e celulose e sonhava em subir a escalada corporativa. Nesse período, alguns amigos da empresa me pediram para dar aulas particulares de inglês e comecei a lecionar em casa à noite. Fui conquistando mais alunos e comecei a imaginar que aquela atividade poderia se tornar um negócio rentável. No final da década de 80 surgia no Brasil a ABF – Associação Brasileira de Franchising. Em determinado momento optei pela abertura da primeira escola Wizard no país com a visão de criar uma rede de escolas em todo o Brasil. Penso que o grande lance foi descobrir que eu podia ser um professor empreendedor e isso fez toda a diferença em minha trajetória.
Quantas empresas fundou? Quais são?
A minha trajetória como empreendedor começou com a Wizard em 1987, porém hoje administro 10 empresas sendo três na área de idiomas, a Wizard, Yázigi e Skill, outras três empresas no setor de ensino profissionalizante, a Microlins, SOS e People, a Smartz voltada para o ensino de português e matemática, duas empresas no setor de tecnologia a Vale Presente e a Akatus, e a Orion, no setor imobiliário.
Como descreve sua experiência no setor de franchising?
Todo projeto comercial bem-sucedido precisa estar fundamentado numa estratégia de expansão e crescimento para poder alcançar uma distribuição em alta escala. Em nosso caso optamos pelo modelo de franquias, que em minha opinião é a forma mais segura e rentável de ter o negócio próprio. O investidor já recebe uma marca consolidada no mercado, aliada a uma gama de produtos e serviços testados e comprovados, além do treinamento e investimento em marketing. A escolha em franchising foi uma decisão acertada que tomamos na época. Se não fosse por este modelo de negócios não teríamos alcançado a escala que atingimos em nível nacional e mundial. Enfim, sou um apaixonado pelo sistema de franchising.
O equilíbrio entre a vida pessoal e vida profissional, existe hoje? Sempre existiu? Como é essa dinâmica?
A busca do equilíbrio entre a vida profissional, lazer e a família é um dos maiores desafios de todo empreendedor bem-sucedido. Acredito que nunca alcançamos 100% de satisfação na tentativa de equilibrar a tantos compromissos que demandam nosso tempo. Para tentar equilibrar estas áreas (todas essenciais) trabalho cinco dias por semana sem horário definido, mas valorizo muito fazer pelo menos uma refeição por dia com a esposa e os filhos. Além disso, reservo os finais de semana para a família e aos domingos participo das reuniões e atividades na Igreja Mórmon. Todo os anos, aproveito as férias para viajar com os filhos e netos.
Como e quando nasceu a vontade de escrever? Qual ou quais livros admira mais?
Eu sou colecionador de frases, pensamentos e conceitos. Sempre gostei de ler sobre motivação, liderança e empreendedorismo. Creio que minha trajetória aliada ao sucesso de milhares de franqueados do grupo Multi foi a motivação que eu precisava para descobrir este meu lado escritor. Os livros que mais gosto são voltados para o desenvolvimento do ser humano, seu comportamento, ações e reações. Leio muito sobre técnicas de liderança, como estabelecer objetivos e alcançá-los, como lidar com adversidade, como motivar a mim mesmo e a equipe de trabalho. Também faz parte de minha leitura a Bíblia e o Livro de Mórmon.
Cada um tem uma forma própria de buscar inspiração, e escrever. Como faz?
A arte de escrever consiste em aprender a reescrever. É muito semelhante a pintar um quadro em que a cada dia o artista mexe na pintura, nas cores, nos detalhes, até chegar a uma obra prima que irá inspirar, alegrar e encantar o público. Nesse momento estou escrevendo um título que deve ficar pronto até o final do ano. No entanto, por 03 meses eu não conseguia trabalhar no texto. A inspiração simplesmente não vinha. De repente, veio aquela motivação interior que dá força e ideias para escrever o dia inteiro. Acho que a arte de escrever é algo inexplicável. Ela vem do fundo da alma.
O que mais admira nas pessoas?
O que mais me impressiona nas pessoas é sua capacidade de realização, de transformação, por meio de superar barreiras, transpor limites, vencer e continuar crescendo rumo a seus objetivos. Uma grande satisfação que tenho é a oportunidade de trabalhar diariamente com cerca de 50 mil pessoas que fazem parte de nosso sistema de ensino. São professores, coordenadores, assessores comerciais, administrativos, profissionais de vários segmentos. Essa convivência maravilhosa é para mim uma fonte de constante motivação e inspiração para buscar sonhos ainda maiores.
Qual é o seu propósito de vida?
O sucesso de verdade só acontece quando conseguimos auxiliar outras pessoas a terem sucesso também. Hoje vivo em auxiliar as pessoas com quem convivo e me relaciono, a fim de que desenvolvam suas próprias metas, objetivos e sonhos pessoais. Descobri que quanto mais formos capazes de auxiliar outros a serem bem-sucedidos, mais sucesso teremos. Quanto maior for sua capacidade de unir forças, gerar e dividir riqueza, maior será sua fortuna. Quem quer ganhar tudo sozinho, quem quer tudo para si, acaba sem nada no final.

Direto ao Ponto

Detran tem Superfaturamento de 307%

O pregão presencial 050/2014/SAD foi realizado em maio de 2014, com três concorrentes,

Várzea Grande busca solução pro lixo

Secretária fez visita na Central de Gerenciamento de Resíduos de Cuiabá para

Rua será interditada

O acesso para o comércio e moradores do local será garantido.

Médico vibra com remédios no PS de VG

Há a suspeita, inclusive, de que vários tipos de produtos podem ter sido desviados


Shopping Popular estreia na Copa Centro América no próximo dia 5

Indicação de Ferrinho a liderança da prefeita mostra apoio a UNIVAB

UPA de Várzea Grande pode ter apoio de custeio dos 3 poderes

Obra do atacadão em VG inicia quarta-feira (3)

Segurança inaugura nova Central de Ocorrências

Obras alteram trânsito na avenida do CPA por quatro dias

Namorado é o principal suspeito de matar acadêmica de Direito

Governo quer tirar brasileirão da CBF


Entrevista
da Semana

Cláudia

Correiopress

Novo Projeto

Cláudia "Marajá" aponta caminho para uma possível candidatura em 2016

Cláudia Bruehmueller é empresária e fala um pouco de sua vida, projetos e opina sobre a situação de Várzea Grande hoje.

leia mais

Empresa & Cia

Empreendimento Concorde é lançado em Cuiabá pela GMS

Web

Unidades prontas

Empreendimento Concorde é lançado em Cuiabá pela GMS

O empreendimento é localizado no coração do Centro Político e Administrativo.

leia mais

ENQUETE

SUMMOS CRIATIVOS

Developer and Summos Criativos Correio V�rzea Grandense / Correio Press - Av. Eurico Gaspar Dutra, Quadra 41, Lote 01, Sala 01. Jardim Aeroporto - V�rzea Grande - Telefone: (65) 3029.2830 / (65) 9981-2053 Developer Copyright ® 2015-2020